terça-feira, 22 de agosto de 2017

Alkatiri – Xanana La Iha Tusan Ba Malu, Koligasaun Fretilin –PLP-Khunto Fiksu

DILI - Tuir informasaun nebe maka espala katak Alkatiri Ho Xanana iha tusan ba malu,nee laloos,tamba sira nain rua tamba sira nain rua hanesan fundador estadu nebe  iha konsiensia responsabilidade ba malu.

Tuir Vise Prezidente partidu Fretilin, Francisco Miranda Branco neebe hatan ba artigu ida nee maka fo sai ona iha media balun, katak Alkatiri iha tusan ba Xanana,nee lalos tamba, sira nain rua hanesan fundador estadu nebe iha konsiensia responsabilidade ba malu.

Tusan saida nian? Karik tusan maka komprimisu atu lori estadu no nasaun ida nee ba oin, ida nee maka los, laos atu halo fali tusan oin-oin nee lae,” dehan Branco Ba STL iha PN, Tersa (22/08/2017).

Branco hatutan, iha momentu neebe pais, iha faze tranzisaun jerasional, sira iha konsiensia responsabilidade ba malu, atu hametin estado no nasaun ida nee hodi hakat liu ba prosesu nebe tenki hakat duni ba oin.

Iha biban nee mos Vise Prezidente Partidu Fretilin Branco hateten, desijaun nee dala ida deit Fretilin halo tiha ona, nia komprimisu ho PLP no KHUNTO, iha loron neebe sekjer Fretilin le ona rejolusaun katak atu hetan plataforma de comun presija tempo laosansia, hanesan ema barak hakarak, neebe primeira etapa maka tenki iha komsertasaun ida atu formameja Parlamentu nian depois nee estabelese mai oin, laiha problema.

Iha parte seluk, Observador politika UNTL, Camilo Ximenes hateten tenke tuir regras konstitusional, tenke esplika tamba sa maka adianta, tamba iha nasaun TL iha orgaun soberanu haat, hare ba fungsionamentu iha deit institusional rua hanesan Prezidensia Republika no Tribunal, orgaun soberanu Parlamentu Nasional e governu seidauk lao. 

Carme Ximenes /Maria Lay | Suara Timor Lorosae

Bazeia Polemika Iha Publiku, Deputadu sira Kansela Leilaun Prado

DILI – Bazeia ba polemika no demonstarasun estudante sira hasoru deputadu kona ba leilaun prado, Membru Deputadu Parlamentu Nasional (PN) foti desizaun halao kanselamentu ba leilaun hodi entrega fali kareta ba PN.

Deklarasaun nee hatoo husi Xefi Bankada CNRT Deputadu Natalino dos Santos iha konferensia imprensa, neebe iha bankada CNRT Tersa (22/08/2017) iha Parlamentu Nasional.

Konaba orsamentu neebe mak deputadu sira fo hotu ona, ida nee, ami lakolia, tanba ida nee kabe ba parlamentu nasional, neebe ami bankada cnrt foti desizaun hodi kansela leilaun nee, no ami sei latuir alienasaun ba kareta PN nian, hodi entrega  fila fali kareta nee ba PN, kona ba prosesu administrasaun ka ba PN,” katak Natalino.

Kareta Patrimoniu PN, Mandatu Remata Fretilin Intrega

DILI – Kareta Parlamentu Nasional (PN) hanesan patrimoniu Parlamentu Nasional (PN), tanba nee bainhira deputadu husi bankada Fretilin sira nia mandatu remata sei intrega fila fali kareta hirak nee ba Parlamentu.

Vise Prezidente Bankada Fretilin Francisco Miranda Branco hateten, Fretilin nia posizaun maka nee Konsellu da Administrasaun hasai tiha ona desizaun iha deza oitu loron haat liu ba, no kria despaisu husi Prezidenti PN, neebe konsidera kareta sira nee patrimoniu PN.

Ami labele dehan atu intrega ka laintrega, tanba nee patermoniu Parlamentu nian, neebe automatikamente Parlamentu nia propriadade, agora ami sei uza tanba sei ekstende tan ami nia mandatu to dia 5 Setembru,” dehan deputadu Branco, liu husi konferensia imprensa, neebe maka halao iha sala bankada Fretilin, Dili, Tersa (22/08/2017).

Xapa Prado PN Balun Muda Ona Ba Privadu


DILI: Karreta Prado Estadu nian ne’ebé deputadu sira uza seidauk halo leilaun, maibé deputadu balun husi iha Parlamentu Nasionál muda ona ninia xapa matríkula ba privadu.

Observasaun diáriu ne’e nian iha terrenu, karreta Prado ne’ebé deputadu sira uza balun la uza ona xapa matríkula mean ne’ebé hakerek MP (Membru Parlamentu), maibé privatiza ona hodi uza ona xapa matríkula mutin ka privadu nian.

Sosiedade Timor kestiona makaas desizaun Parlamentu Nasionál nian hodi privatiza karreta luxu Estadu nian ne’ebé folin rihun $63 ho presu ki’ik ka rihun $8. Maski nune’e, deputadu sira ne’e la sente ‘makili’ hodi kontinua nafatin desizaun ne’ebé sira halo ona.

Desizaun ne’e hamosu asaun boot husi estudante no juventude sira tanba konsidera deputadu sira halo lei hodi fasilita sira nia-aan halo korrupsaun legál.

Asaun MUTL Rezulta Na’in Sanulu Tama Ospitál


DILI: Estudante atus ba atus kontinua halo manifestasaun kontra polítika deputadu sira kona-ba leilaun karreta Prado, Segunda (21/8).

Rezultadu husi asaun ne’e ema na’in sanulu tama ospitál hodi halo tratamentu saúde tanba tanba hetan pankada no kauza husi gás lakrimojéneu (gas air mata) ne’ebé lansa husi Polisia Nasionál Timor-Leste (PNTL).

Xefe Emerjénsia Ospitál Nasionál Guido Valadares (ONGV), Nilton do Carmo Silva hatete, sala emerjénsia simu pasiente ne'ebé halo manifestasaun na'in 10.

“(Pasiente sira) ne’e kuaze feto hotu ho sira nia kondisaun kmaan hotu no laiha ida maka kanek todan,” dehan nia, iha HNGV, horisehik.

Brutalizmu Akompaña Demonstrasaun Kontra Leliaun Prado PN

MEDIAONETIMOR – Tama ba loron daruak, demonstrasaun Movimentu Universitariu Timor-Leste (MUTL) hodi kontra III lejislatura nia kareta marka Prado ne’ebé sei halo leilaun ne’e mosu brutalizmu hodi halo kareta maizu menus 12 hetan estragus no estudante 13 maka hetan kapturasaun.

Demonstrasaun daruak hala’o iha Loron, Segunda, (21/08/2017) iha Jardim Liceu, Universidade Nasional Timor-Lorosa’e (UNTL) no balun seluk halo iha entre UNTL no uma fukun Parlamentu Nasional (PN) nia oin.

Sira ne’ebé hala’o iha resintu UNTL nia oin to’o iha situasaun ida deskute malu entre Polisia hó estudante sira. Polísia haruka estudante atu labele hakbesik a’an ba iha portaun PN nian. Maibé estudante sira hakilar mak’as liutan no dudu malu. Polisia tahan labele.

Membru MUTL hirak ne’e obriga ain lao ain mai to’o. Polisia fo seguransa hodi tahan sira hamrik iha estrada deit. Labele tama ba laran. Sira ulun to’os hakarak obriga a’an tama ba laran. Polisia dudu sira no hakiduk ba kotuk. Maibé hakiduk ba kotuk, balun tuda husi kotuk.

Governu Foun Tenke Prioritiza Seitor Edukasaun, Saude no Agrikultura

DILI – Governu foun neebe maka mai liu-liu VII konstitusional tenke tau prioritisaun ba seitores edukasaun, saude no agrikultura, tamba setores hirak durante nee governu ladauk fo atensaun neebe diak.

Tuir Diretur Ezekutivu HAK Maunel Monteiro afirma ba governu foun neebe maka mai liu ba VII governu konstitusional oras nee sei iha prosesu nia laran, kuandu iha ona serteza hodi forma governu maka tenke tau atensaun ba iha seitores saude no edukasaun alem ida nee mos seitores agrikultor.

“Ita nia governu foun presiza tau atensaun ba iha seitores edukasaun no saude tamba iha parte eudukasaun nian durante tinan sanulu resin lima nian laran seitores edukasaun kontinua sai obstaklu hodi imfreta problema liu iha kestaun infraestrutura eskolares neebe maka ladauk iha   kondisaun diak labarik barak maka kontinua tuur iha rai, nee tuir lolos ita tenke tau atensaun  masimu ba kestaun nee atu eleva konesimentu iha area edukasaun liu-liu rekursu humanus nian ida nee tau atensaun kuandu governu tau matan ba ida nee maka otomatika seitores edukasaun sei lao ba ohin ho diak,” dehan Manuel iha nia knar fatin Farol, Segunda (21/8/2017).

Nia dehan laos deit iha seitores edukasaun maka preiza fo atensaun maibe ba iha seitores saude, tamba oras neee iha prte saude rasik la iha fasilidade neebe maka adekuadu kada vez pasiente sira halo tratamentu iha rai liur.

Nunee mos iha sorin seluk peskizador Asia Justice And Rigth (AJAR) Inocencio Xavir afirma nudar sosiadade sivil nia hare durante nee iha seitores balun neebe maka ladun lao hanesan saude, too oras nee governu liu husi Ministeriu Saude rasik lakonsege resolve problema ai moruk no durante kestaun aimoruk iha hospital balun. 

Natalino Costa | Suara Timor Lorosae

Povo que cala consente, ou é reprimido às ordens de uma elite putrefacta (com histórico)

Preâmbulo: Em 8 de Julho de 2008 corria a notícia que dá título a este espaço. Na sequência do conhecimento do facto imputado à governação de Xanana Gusmão os estudantes universitários protestaram, já então, 9 anos volvidos, estava no pómio da discórdia e do esbanjamento governamental os carros de luxo que eram comprados e cedidos aos deputados, sob condições que posteriormente os favoreciam indubitavelmente se os quisessem “comprar”. 21 estudantes foram presos nesse protesto. 

Na época os excessos policiais foram os do costume, imparáveis e ilegais. Nada aconteceu aos selvagems da polícia nem aos que os comandavam e que certamente ainda os comandam… contra o povo que contesta os excessos e abusos de poder de uma elite que tem por principio ignorar e desrespeitar as opiniões e vontades daqueles que os elegem.

O ministro da Educação de então, João Câncio, criticou os estudantes pelo seu protesto. Talvez em nome da “democracia”… Atualmente e desde há poucas semanas João Câncio está numa prisão timorense, em Gleno, a cumprir uma pena de prisão de 4 anos e 6 meses… por corrupção. Outros políticos adstritos aos poderes governativos também já foram apanhados nas malhas da justiça… por corrupção. Outros não. Xanana Gusmão também ainda não…

Tais condenações só estão a provar o que há muitos anos, após a independência do país, tem vindo a lume e é voz corrente: Alguns das elites timorenses usam práticas criminosas e corruptas que justificadamente preocupam e indignam o povo timorense. E depois não querem que existam protestos?

Em 2008 foram presos estudantes contestatários. Atualmente,  em 21 de Agosto, ontem, aconteceu o mesmo, foram presos estudantes. Como pode ser possível situações tão evidentes de má-governação (pelo menos) e abusos de poder acontecerem ao longo de tantos anos repetidos sem que a agitação social, a indignação, não venha à tona. Povo que cala consente, ou é reprimido às ordens de uma elite putrefacta. Justificação para o que aconteceu ontem em Díli? Mais parece que saiu o tiro pela culatra e que os estudantes universitários não vão entregar de mão-beijada o ouro ao bandido - como soe dizer-se.

A seguir, se continuar a ler, o referido assunto na época.

Mário Motta | Timor Agora

Governo Xanana Gusmão esgota Fundo de Petróleo e prende estudantes (histórico)

Tomas Freitas [*]

Na segunda-feira 7 de Julho, às 9 da manhã, aproximadamente 100 estudantes efectuaram um protesto no seu campos, a Universidade Nacional de Timor Leste, contra os membros do parlamento. Os estudantes não estão satisfeitos com os deputados, que estão prestes a comprar carros de luxo para si mesmos. Os estudantes protestaram pacificamente ostentando faixas, mas 21 deles foram detidos pela Polícia Nacional. 

A lei timorense declara que não pode haver manifestações num raio de 100 metros de edifícios governamentais. Entretanto, os estudantes estavam a protestar no seu próprio campus. A localização do mesmo na verdade está a menos de 100 metros do Parlamento. Contudo, trata-se de um campus de estudantes, um lugar importante para a livre expressão e manifestações.

Não está claro quem emitiu a ordem de prisão dos estudantes, mas acredita-se que a ordem tenha vindo do próprio primeiro-ministro Xanana Gusmão.

Em 23 de Maio de 2008 o Conselho de Ministros aprovou a minuta final do Orçamento Intercalar de 2008. O montante total proposto é de US$773,3 milhões, a ser gasto como se segue: 59,4 milhões para salários dos 12.600 funcionários civis, incluindo polícia e forças de defesa; 240 milhões para a crise alimentar; 207,4 milhões para bens e serviços; 1,4 milhão para comprar carros de luxo para cada membro do Parlamento; 114,7 milhões para desenvolvimento de infraestruturas e 112,2 milhões para pensões e segurança social.

O governo Gusmão cortou o imposto interno de rendimento para a taxa fixa de 10% e gastou quase 30% do Fundo de Petróleo para cobrir seu défice orçamental. O Fundo de Petróleo foi estabelecido pelo governo anterior da Fretilin. Mas agora o fundo está ameaçado. A fim de ser sustentável, apenas US$396 milhões deveriam ser retirados do fundo este ano. Contudo, o governo Gusmão retirou US$290,7 milhões extras para equilibrar os preços do material de construção e assistir à crise alimentar, encarregando o seu amigo, o vice-secretário geral do CNRT, de comprar arroz em países asiáticos sem concurso.

A contínua incapacidade do governo para executar o orçamento anterior não impediu Gusmão de aumentar as dotações orçamentais. Apenas US$31,9 milhões dos US$347,5 milhões das dotações foram realmente executadas neste primeiro trimestre. A execução anterior do orçamento de transição do governo Gusmão não foi certificada pela Delloitte Company, a qual habitualmente certifica o relatório de execução do governo timorense.

As questões da compra de carros de luxo e do Fundo de Petróleo agora são importantes no país. A sociedade civil, os media e o povo timorense criticaram este orçamento, mas os académicos estão mudos porque o seu dinheiro vem do governo. Por sua vez, o ministro da Educação, João Câncio, criticou os estudantes e pediu-lhe para não usar o campus como lugar para manifestações. Ironicamente este ministro era anteriormente o responsável pelo Instituto de Tecnologia de Dili, uma das universidades do país.

As manifestações de estudantes continuam. A polícia continua a proteger a zona do parlamento e prendeu mais de 17 estudantes nesta manhã. A carga sobre os estudantes é irónica, considerando o papel chave que os estudantes desempenharam na luta de Timor Leste pela independência, um papel que o próprio primeiro-ministro Gusmão reconhecer anteriormente.

[*] Director de Luta Hamutuk, ONG progressista de Timor.

O original encontra-se em http://links.org.au/node/514

Esta notícia encontra-se em http://resistir.info/ 

PLP-Fretilin Sei Namora, Seidauk Kazamentu

DILI – Partidu FRETILIN ho PLP oras nee halo hela diskusaun namanas ba koligasaun, bainhira iha dialogu nee laiha konkordansia entre partidu rua nee maka, sira sei fahe malu iha dalan klaran.

Membru PLP Alin Laek hateten, PLP simu ona FRETILIN nia karta no komesa halao ona dialogu, maibe iha dialogu ida nee sei kolia konaba programa seidauk tama ba iha formasaun Governu, neebe sei namora hela, bainhira karik iha namora laran nee hetan lobi PLP ho Fretilin rezistu para ba halo kazamentu.

Ami sei namora hela, bainhira karik iha namora laran nee hetan lobi ami sei rezistu para ba halo kazamentu, mais ami namora maka domin lahan malu, lamonu  ba malu ami sei fahe malu fali iha tempu badak nia laran,” dehan alin Laek, ba STL, iha UNTL, Dili, Segunda (21/08/2017).

Nia dehan, PLP iha kadeira walu deit, ho kadeira walu nee la atu ba kaer ukun, tanba PLP nia posizaun maka hakarak iha oposizaun, lakoi eleisaun antisipada, no fo lia fuan ba partidu mais votadu para atu halo lobi ba partidu sira seluk para forma Governu.

Iha parte seluk Diretor Ezekutivu Asosiasaun HAK Manuel Monteiro hateten, Governu Foun mai halao sira ninia programa permeiru tuir kontituisaun RDTL artigu seis haruka konaba objetivu estadu nian.

Entretantu Prezidente Partidu PDC Antonio Ximenes hateten, desizaun ida neebe Fretilin halo atu halo koligasaun PLP ho Khunto nee diak teb tebes, tanba partidu rua nee seidauk kaer ukun. 

Carme Ximenes/EST2 | Suara Timor Lorosae

Ukun Nain Goza Prado, Povu Kontinua Terus

DILI – Estudante Universidade Nasional Timor-Leste neebe maka haman aan iha Momimentu Estudante Univertariu Timor-Leste (MUTL), lamenta ba uku nain balun neebe kontinua halo politika hodi benifisia sira nia an, hanesan lelaun kareta parado ba sira maibe iha sorin seluk povu kontinua moris terus no mukit.

Tuir estudsante Finalista UNTL husi departementu poltika Jeronimo Soares katak oras nee politiku balun uza poder, hodi foti desizaun konforme tuir sira nia hakaran.

Ita hare hare depois ita nia deputadu sira neebe dadaun nee fo tiha votus konfiansa ba sira, husu fali halo resolusaun neebe maka befisia ba sira nia an rasik, maibe iha sorin seluk povu moris ladiak Estrada taka kuak bee mos kontinua la iha,” dehan Jeronimo ba STL iha kampus UNTL Caicoli, Segunda (21/8/2017).

Nia dehan nudar estudante sente triste tamba politikus sira halo politiku no hasai dezisaun politiku la refleta ba iha sidadaun nia moris iha tempu agora, tamba nee husi movimentu nee nia hakarak halo demostrasaun para bele husu ba nain ulun sira.

Iha fatin hanesan estudante UNTL Alberto Viana hateten asaun pasifika nee rasik movimentun estudante sira halo sei lapara, enkuantu paralamentu nasional rasik la altera fali rezolusaun neebe maka sira halo ona hodi halo leilaun ba kareta parado, neebe maka durante membru parlamentu sira uza. 

Natalino Costa | Suara Timor Lorosae | Foto manipulasaun TA

Longuinhos: Hau Fo Ordem Ba PNTL Uza Forsa, Hasoru Anarkismu

DILI – Ministru interior Longinhos Monteiro hateten, nia parte fo ona ordem ba iha PNTL atu bele uza asaun forsa, wainhira atua demontrasaun neebe halo anarkismu.

laiha anarkismu, tuda kareta sira tenke para selae uza forsa, demonstrasaun tenki disiplina no respeita malu ida nee deit, agora tuda ema nia kareta estraga ema nia sasan nee lalos, ita hanorin malu hanesan nunee, tamba nee hau mos fo ona ordem ba PNTL atu uza forsa wainhira hasoru asaun anarkismu,” dehan Ministru Longinhos Monteiro, ba Jornalista sira iha Parlamentu Nasional, Segunda (21/08/2017).

Tuir Longuinhos westuidante sira tenke kalma atu hatoo sira nia aspirasaun politika no pensamentu tenki iha nia dalan, haruka reprejentante mai koalia ho estadu, laos mai sobu no estraga fali estadu nee labele akontese.

Tamba nee situasaun nee sei iha observasaun tenki halao tuir lei, situasaun ba oin sei nafatin hetan asegura husi parte PNTL no instituisaun sira seluk ho garante paz no estabilidade rai ida nee, hare ba situasaun politika iha rai laran hanesan nee, ho asaun demonstrante sira nee, parte seluk bele aproveita fali hodi infiltra tempo ida nee.

Iha fatin hanesan Estudante UNTL husi fakuldade Direito, Joao Manuel hateten asaaun soe gas air mata neebe maka PNTL sira haloo nee kontra lei, tamba estudante sira neebe maka laba tuir demonstrasaun hetan impaktu husi gas air mata.

EST2 | Suara Timor Lorosae

Tiru Gas Air Mata Ba Aula Laran, Alin Laek: PNTL Kontra Regra

DILI - Membru Veteranus Alin Laek kestiona Polisia Nasional Timor Leste, halao servisu laho profesionalismu, tanba tiru gas air mata ba aula laran, hodi halo estudante sira halai namkari sai mai liur.

Polisia nia hahalok nee sala kontra regras fora area ida neebe laos operasaun nian, tanba fatin nee universitariu, estadu laiha respeitu ba ida nee,” dehan Alin Laek, ba jornalista sira iha UNTL, Segunda (21/08/2017).

Alin Laek hateten, halo operasaun tiru iha Estrada nusa maka tama fali ba sala laran, evidensia maka iha neeba nee tiru eskola nia janela rahun.

Neebe husu ba ukun nain sira, hare didiak lei sira nee PNTL nee kumpri ninia obrigasaun ka lae, polisia nee mai husi povu entaun ida be halo asaun nee estudante hanesan ema intelektual maka halo asaun laos sosiadade sivil ou mai halo arbiru deit.

Nia dehan, Estudante sira ba ho orden Polisia sira tenke hateten ba hanesan nee, ba hanesan neeba laos ho forsa deit, ohin nee estudante maka kontra uluk ka polisia maka kontra uluk, polisia maka baku uluk entaun polisia maka kontra lei.

Iha fatin hanesan estudante neebe lakoi temi naran hateten polisia uza farda lahatene lei, tanba sira naran tiru arbiru ba sala laran, bainhira estudante sira halo hela prosesu aprendisazem, sira lasimu.

Reitor UNTL Francisco Miguel hateten, MUTL maka halo asaun ida nee, laos estaudante UNTL, MUTL halo karta ba reitor atu realiza demostrasaun.

Nia dehan, Maibe tuir lei numeru estatutu UNTL, UNTL nee intituisaun publika de estadu neebe nudar reitor instituisaun UNTL laautoriza, resposta fila fali karta ida husi reitor ninia katak, tuir esatatutu UNTL labele halo manifestasaun iha kampus laran. 

Carme Ximenes/EST2 | Suara Timor Lorosae

Foto: polisia maioria tamat SMA dt nee mk la htne lei no orden. police maufehuk o uja ropa civil o het rai police maufehuk. Foto iha Facebook

Universidade iha Otonomia Kampus

DILI, (TATOLI) – Programa Officer, Asia Justice And Right (AJAR)  Inocêncio Xavier husu PDHJ (Provedória dos Direitos Humanos e Justiça) atu haree aktu PNTL (Polícia Nacional Timor Leste) ne’ebé tiru gás lakrimojéneu ba estudante sira iha universidade tan universidade iha otonomia kampus.

“Ami husu PDHJ atu haree aktu ida ne’e. Asaun pasífika polísi asegura la’ós atu duni”, Inocêncio Xavier husu iha Kampus Ekonomia UNTL resende-Díli, ohin, relasiona ho atuasaun PNTL ba manifestaun ezije kanselamentu rezolusaun parlamentu hodi leilaun kareta prado ba deputadu sira.

Nia esplika konsitituisaun hateten lei hothotu mai tenke kumprimenta konstituisaun. Husu ba PDHJ, husu ba Ministériu Públiku (MP) halo investigasaun.

Nune’e mós husu ba komando PNTL, ba SOP ka Norma Prosedimentu Operasionál (NPO) katak forsa PNTL ne’e proporsionál no akuntável ka lae ka seidauk iha buat ruma halo uluk asaun. “Ida ne’e ita presiza husu”, akresenta alumni UNTL ne’e.

Konvoka sira-nia rejimentu, lei polísia nian, estatutu PNTL nian hodi haree asaun ne’ebé sira uza. “Tuir duni lei ka lae, se la tuir lei, sira investiga komandu operasaun ne’ebé oras ne’e halo, tenke investiga tanba ita-nia estadu direitu demokrátiku”, hatutan.

Demonstrasaun mós defende direitu povu atu eduka deputadu sira atu labele hanoin foti povu nia osan ba interese sira-nia aan.

Relasiona ho espanduk balun ne’ebé polísia hasai, Programa Officer, AJAR ne’e realsa, tuir lei ne’e estatutu kampus nian ne’e iha koridór kampus. Polísia sira halo sira-nia asaun bele de’it bainhira estudante sira halo kríme.

Liberdade asosiasaun, liberdade movimentu ne’e konstitusionalmente konstui iha konstituisaun repúblika, artigu 42 (Liberdade reuniaun no manifestasaun nian) no artigu 43 (Liberdade asosiasaun nian). Polísia ne’e atu asegura orden konstitusionál. “Tanba ne’e labele hakat liu lei”, salienta.

Iha mós polísia ninia regulamentu polisiál hateten momós polísia sira-nia serbisu. Sira mai atu koopera atu nune’e labele mosu kríme ruma, iha provokasaun ruma ne’ebé bele perturba orden públiku, perturba manifestasaun ne’ebé estudante sira halo iha kampus.

“Tanbasá sira tiru gás no duni ema iha kampus. Ne’e instituisaun, se kríme sira bele tama. Se la kríme labele tama tanba ne’e presiza investiga”, nia husu.

Entretantu, manifestasaun ohin nu’udar kontinuasaun husi MUTL (Movimentu Universitáriu Timor-Leste) hodi lamenta leilaun kareta pradu ba membru lejislativa datoluk ho folin dolár 8.000, ne’ebé iha tinan lima liubá sosa ho folin dolár 63.000.

Jornalista: Rafy Belo | Editora: Rita Almeida

DEMOCRACIA FALSEADA | Manifestação de universitários em Timor-Leste provoca feridos e prisões

O Movimento de Estudantes Universitários de Timor-Leste, oriundos da Universidade Nacional de Timor Loros´ae (UNTL), a única universidade pública de Timor-Leste, e de universidades privadas, manifestaram-se hoje, dia 21 de Agosto de 2017, pelas 9h30 (horas locais), frente ao Parlamento Nacional de Timor-Leste.

A onda de protestos teve início há alguns dias com conferências de imprensa realizadas pelos estudantes, na sequência de uma decisão do Parlamento Nacional conducente à venda de viaturas Toyota Prado, em leilão, pelo valor de 8 mil USD americanos, mas ao que tudo indica um concurso fechado, viaturas de qualidade elevada e que ainda se encontram ao serviço dos deputados actuais.

Os estudantes universitários timorenses entendem que esta deliberação parlamentar está errada, interpretando-a publicamente como uma prática de corrupção, porque na opinião dos mesmos as viaturas em questão deveriam servir de transporte aos 65 deputados que deveriam tomar posse no dia 22 (amanhã) e as restantes serem disponibilizadas a organizações de solidariedade social.

Devido a esta manifestação, a tomada de posse dos novos deputados agendada para dia 22 deverá ser adiada, bem como o anúncio dos membros que irão integrar o VII Governo Constitucional.

Esta contestação estudantil provocou diversos danos a viaturas oficiais, conhecidas por terem nas portas a designação “Kareta Estado”, mas também da RTTL (Rádio e Televisão de Timor-Leste), tendo-se registado várias prisões, e feridos, uma situação que pela sua gravidade originou no local a intervenção do próprio Ministro do Interior.
O Jornal Tornado soube que ao final da tarde, em Díli, as ruas ao redor do Parlamento Nacional estavam encerradas ao trânsito, com a presença de forças policiais.

J.T. Matebian, em Timor-Leste | Jornal Tornado | Adenda ao título de TA

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Polisia Nasional Timor-Leste ka polisi Republik Indonesi? A QUEM SERVEM?


A capital de Timor-Leste teve nesta manhã de segunda-feira, durante muitas horas a contestação e a repressão policial para além das normas como prova de que afinal a democracia em Timor-Leste é aparente em muitos aspectos da vida dos timorenses. A brutalidade com que a PNTL caiu sobre estudantes universitários que se manifestava contra o "negócio" dos Prado - viaturas de luxo que são compradas para uso e abuso de deputados - foi retumbante e inequívoca, como provam algumas imagens que aqui trazemos tendo por fonte, na maioria, o Facebook, mais precisamente na página do Grupo de Timor Agora, onde se podem inteirar da realidade timorense sobre este assunto e os acontecimentos desta manhã em Díli, no espaço universitário completamente desrespeitado pela Polícia Nacional de Timor-Leste e pela chamada "melhor democracia do sudeste asiático", atualmente em vigor.

Curiosamente, ou talvez não, após pesquisa, até este momento não existe um palavra sobre os acontecimentos em português. Ou seja: este assunto é uma não notícia para os portugueses. Não se compreende. Mas há muita coisa que não se compreende na mídia de Portugal, como noutras.

A REPRESSÃO POLICIAL E A ARROGÂNCIA DE DEPUTADOS E DO PRESIDENTE DO PARLAMENTO SOBRE O PRIVILÉGIO PRADO

É perfeitamente visível na primeira foto que apresentamos, no topo, a gana com que o elemento da PNTL brame e dispara o cassete. 

Nesta foto à esquerda vimos a marca de um cassetete na agressão infligida à estudante. Repare-se que, no caso, o agressor policial usou o cassetete ao contrário, com o intuito patente de agredir com o cabo, a parte metálica, e assim infligir maiores danos.

A estas provas de agressões que são manifestamente proibidas, mais que useiras nas práticas policiais em Timor-Leste, como nos é reportado por timorenses, os responsáveis da polícia e o ministro das polícias, Longuinhos Monteiro, fazem-se cegos, mudos e surdos. Assim é fácil dizer-se que Timor-Leste vive numa democracia exemplar... Mas não é verdade. Há muito a corrigir, como se vê.

A INVASÃO DO EDIFÍCIO DA UNIVERSIDADE ERA O OBJETIVO?

Em algumas fotos é declaradamente perceptível que a polícia timorense tem por objetivo a invasão do interior do edifício universitário. Não cremos que o tenha feito, desta vez, mas vontade não lhe faltava, sem respeito por uma norma prática que deve pervalecer nos campus universitários.

Polícia dessa existia nos tempos coloniais portugueses, no salazarismo fascista. Mas em Timor-Leste ainda não existia universidades. Depois da invasão indonésia os timorenses conheceram todo o tipo de repressões e de mortandades emanados das polícias de Shuarto. Atualmente nada justifica aquele tipo de comportamento da polícia timorense. Não por acaso vimos timorenses a perguntar em tétum (a sua língua nacional) se a Polícia Nacional de TL é indonésia. Ou em indonésio: "Polisia Nasional Timor-Leste ka polisi Republik Indonesi?)". Tal, comparativamente, é semelhante aos procedimentos de um corpo policial que nada tem que ver com as regras democráticas nem com o respeito devido ao campus universitário, aos cidadãos.

São estes comportamentos de excesso de autoridade e de força desproporcional que mancham os louváveis e bons desempenhos de outros elementos da instituição. É a estes elementos políciais que o próprio ministro da pasta do Interior, Longuinhos Monteiro, não deve desculpar nem louvar, falando em não admissão da anarquia imposta por parte dos estudantes quando afinal são as forças que ele superintende que manifestam o uso dessa mesma anarquia e selvajaria. Democracia?

MOMENTOS E IMAGENS AVULSO ! SER DEPUTADO NÃO É SER SENHOR E DONO DE TIMOR-LESTE, A FUNÇÃO É SERVIR OS QUE OS ELEGERAM E NÃO SERVIREM-SE COM MORDOMIAS IMORAIS, INADMISSÍVEIS

Fotos em TATOLI  e Facebook
Na manifestação foi visível o repúdio dos estudantes aos que se pronunciaram favoravelmente sobre o leilão e compra de novas viaturas Prado, de luxo, para todos os deputados sob o pretexto de que se têm de deslocar no país no desempenho das suas funções. 65 viaturas - uma para cada um dos eleitos. Até parece que vão todos ao mesmo tempo viajar em serviço, preocupados e para se inteirarem das necessidades dos que os elegeram. É evidente que aquilo que os Prado representam é uma mordomia aos deputados. Mordomia muito dispendiosa, quando as carências do povo timorense são enormes. É imoral e injusto tal excesso e abuso de poder. Na foto, o presidente do Parlamento e a uma das deputadas que se pronunciou sobre a continuidade de tal abuso recorrendo a desculpas esfarrapadas.
ESTUDANTES ESTÃO DETIDOS, VESTEM DE LARANJA COMO EM GUANTANAMO

Estudantes detidos esta manhã no Campus Universitário, numa ação de contestação organizada pelo MUTL (Foto em Tafara)
Imagens dos estudantes detidos pela polícia timorense foi passada para o exterior, o novel Tafara, orgão de comunicação social recente, publicou. É impressionante a côr laranja com que os vestiram e que na atualidade parece ter recolhido o consenso de muitos países em ação repressora, seja justa ou injusta. É uma côr à moda de Guantanamo e de cujos procedimentos muitos se recordam certamente. É a cor dos prisioneiros alegadamente terroristas que os EUA raptaram ilegalmente dos seus países de origem e os transportaram ilegalmente e à socapa para a sua base em Cuba, Guantanamo. É esta vestimenta que reservam aos estudantes timorenses, futuros líderes do país, futuras mentes que podem assegurar o desenvolvimento do país. Prisão foi o que conheceram muitos timorenses (agora na elite, no poder) nos tempos da ocupação indonésia, que lutavam pela libertação da Pátria. Eis a prova de que o poder corrompe e transporta alguns dos que lideram para um absolutismo desmedido.

Viver em paz não é isto. Muito menos viver em democracia. Os Prado são um elemento de corrupção, já alguém o declarou na comunicação social timorense. Parece que sim, considerando os que defendem tal mordomia e excesso de gastos dos recursos timorenses.

Libertem os manifestantes! Libertem o futuro de Timor-Leste!

Mário Motta = António Veríssimo | Timor Agora

Evita Problema Prado PN Fó Ba Patrimóniu Estadu

DILI, (TATOLI) - Eis-veteranu no Kombatente Nasionál, Custódio Belo “Alin Laek” fó hanoin kona-bá polémika leilaun karreta Prado Parlamentu nasionál di’ak liu mak fó ba patrimóniu Estadu mak jere.

“Karreta ne’ebé estadu nian iha na’in mak patrimóniu estadu hodi jere la’ós tama hodi lori sai de’it. Estadu nian estadu mak jere,” Estudante Fakuldade Direitu, UNTL ne’e fó hanoin perante profisionál komunikasaun sosiál sira, iha Kampus Sentrál, UNTL, Díli, ohin.

Alin Laek dehan, deputadu sira ne’ebé reprezenta ona povu iha uma fukun ne’ebé balun asume ona knaar tinan 15 ba sira ne’e labele tan hola karreta foun ba sira maibé uza nafatin karreta ne’ebé uza durante mandatu.

“Buka meius oinsá atu rezolve problema ida ne’e. Ha’u-nia hanoin, ida ne’ebé foun ne’e mak ita arranja karreta foun,” nia fó hanoin tan.

Entretantu Eis-veteranu no Kombatente Nasionál ne’e to’o ohin loron nia parte ba aprende iha Universidade tanba hakarak koñese lei hodi defende ema fraku no ki’ak sira basa durante ne’e nia haree ukun na’in balun implementa lei tuir hakarak.

FRETILIN Husu Adia Pose IV Lejizlatura

DILI (TATOLI) –Tomada Pose ba IV lejizlatura obrigado tenke adia tanba bankada hosi partidu mais votadu FRETILIN submete pedidu ba mesa parlamentu nasionál, nu’udar primeiru razaun aleinde ida ne’e, razaun seluk mak sei hadi’a plenária.

Vise Prezidente Partidu Libertasaun Populár (PLP), Fidelis Magalhães hateten agora bankada sira halo hela diskusaun hodi hadi’a plenária.

“Sira enkontru hela hodi diskute konaba oinsá atu hadi’a plenária tanba iha pedidu husi partidu mais votadu atu hadi’a. Nune’e PLP ho KHUNTO hasoru malu ho Prezidente PN, hodi rona esplikasaun konaba buat hirak ne’e,”  Fidelis Magalhães ba jornalista sira iha Parlamentu Nasionál, Segunda (21/8).

GMN TV | Notícias | MUTL CONTRA PRADO - A REPRESSÃO SOBRE MANIFESTANTES


GMN TV | Direto

Tuku Ema, Polísia Tiru Gás Lakrimojéneu ba MUTL

DILI, (TATOLI) - Asaun demonstrasaun Movimentu Estudante Universitáriu Timor-Leste (MUTL), ohin, Segunda (21/08) sai dezorganizadu tiha nune’e, Polísia Nasionál Timor-Leste (PNTL) lansa tiru gas lakrimojéneu hodi evita mosu anarkizmu.

Polísia sira tiru gas lakrimojéneu tanba, membru MUTL ida tuku funsionáriu parlamentu nasionál, João Correia ne’ebé hakbesik an ba Massa MUTL ne’ebé konsentra entre edifísiu Universidade Nasionál Timor-Leste nia oin ho Parlamentu Nasionál nia oin.

Haree ba asaun hosi Massa MUTL, Polísia sira ne’ebé halo seguransa ba demonstrasaun lansa kedan tiru gas  lakrimojéneu hodi hafahe tiha massa atu bele salva vítima ne’ebé mak estudante sira tuku.

Biar nune’e, Estudante Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL) lamenta asaun PNTL (Polícia Nacional Timor-Leste) hodi tiru tama gás lakrimojéneu (gas air mata) ba sala laran bainhira prosesu aprendizajen la’o hela.

João Manuel, nu’udar estudante Fakuldade Direitu,  informa katak estudante, dosente inklui mós funsionáriu UNTL balun kona mós gás lakrimojéneu, iha momentu PNTL halo atuasaun ne’e.

“Ami halo prosesu aprendizajen, ami jerasaun kontinuador. Imi haruka dehan jerasaun foun tenke estuda, ami estuda hela lori gás air mata mai sobu ami,” João lamenta.

Hodi konsidera katak, polísia tiru gás lakrimojéneu ba universidade, bainhira estudante sira hala’o hela prosesu aprendizajen ne’e úniku ida iha mundu no foin mak akontese iha Timor-Leste.

“Ha’u kestiona, sira-nia profisionalizmu mak la iha ka oinsá ?,” estudante ne’e kestiona. No konta katak, manifestasaun ne’e rasik Fakuldade Direitu la envolve. Ami hamriik iha nee, baibain. Loroloron ami hamriik iha ne’e tanba ami-nia kampus, ami rekreiu ami hamriik iha ne’e. Se sira provokadór ne’e, sira iha estrada ne’ebá mak provokadór ikus mai ami mak vítima.”

Iha fatin hanesan Ministru Interiór Longuinhos Monteiro responde katak, PNTL tiru tan konsidera iha kazu ruma ne’ebé mak laloos.

“Polísia iha ninia meius atu hapara,” Longuinhos defende.

Entretantu iha akontesimentu ne’e provisoriamente karreta rua mak hetan ona estragu makas, entre karreta rua ne’e ida hosi instituisaun RTL, ep no ida seluk karreta estadu.

Jornalista: Rafy Belo | Editór: Manuel Pinto

RTTL - Notícias | CAPTURA DE MANIFESTANTES ESTUDANTIS


RTTL - agora em direto

domingo, 20 de agosto de 2017

Haburas Agrikultura Prezente | Sai Agrikultura nebé Forte, Riku no Seguru ba Futuru

Husi  Quintiliano Afonso Belo | opiniaun     
        
Resultadu sensu populasaun no uma kain iha 2015 hatudu katak seitor Agrikultura iha Timor Leste forma husi uma kain pursentu 89.75. Numeru ne’e hatudu seitor agrikultura nudar fontes prinsipal hodi suporta rendimentu ekonomia familiar. Husi numeru ne’e mos hau bele dehan katak seitor ne’e bele sai patrosinador ba kresimentu ekonomia nasional Timor-Leste, bainhira politiku sira iha boa vontade forti atu haburas seitor agrikultura sai agrikultura ida nebé forte, riku no seguru hahu agora no ba futuru.

Loos katak, governu Timor-Leste konsege resolve ona buat balun, maibe buat barak mos governu husik lao hakdasak hela iha seitor agrikultura. Realidade hatudu momos ona dezenvolvimentu seitor ne’e ladauk masimu. Laiha singkronizasaun entre politika no realidade lolos seitor agrikultura nian, no ikus mai problema mantein nafatin problema, nune’e la konsege resolve tuir tarjetu identifikadu.

Problema sira ne’e maka hanesan tuir mai ne’e;

Politika planeamentu no modelu dezenvolvimentu seitor agrikultura nebé agora dadaun ezisti laos modelu nebé bazea ba nesesidade, badaen no pontensialidade rekursu, maibe dezenvolvimentu nebé halo agrikultor sai fali objetu no laos sujeitu iha dezenolvimentu, nune’e halo seitor ne’e sempre falha iha dalan klaran no la atinji tarjetu planeadu.

GMN TV - Jornal Nacional


GMN TV | Notícias e política

Governu Apoia Maratona Internasional Dili No Tour Timor 2017

Eventu desportivu internasional principal Maratona internasional no Tour Timor sei hala’o iha fulan Agostu ne’e no hetan apoia husi governu Timor-Leste.

Sekretariu Estadu ba Joventude no Desportu (SEJD), Leovigildo Hornai hateten maratona internasional sei hala’o iha loron 19 Agostu depois tuir kedas ho Tour Timor tinan 2017 nian, halai taru bisikleta foho nian iha loron balu nia laran.

“Eventu bo’ot rua ne’e promove potensial turistiku Timor-Leste nian ba mundu no kontribui hodi hametin pas no unidade social,” nia hateten via press release ne’ebe TDW asesu.

Nia hateten, eventu desportivu ne’e sei hala’o iha loron 19 fulan Setembru to’o 23 Setembru.

Nia hatutan, eventu rua ne’e organiza husi Timor Nobre, organizasuan ne’ebe dirije husi antigun Prezidente Republika Timoroan nian no Premiadu Nobel Pas, Jose Ramos Horta, ne’ebe hahu iha tinan 2009 no 2010.

Organizasaun Joventude Hala’o Asaun Doasaun Ran

Organizasaun joventude sira servisu hamutuk ho Banku Nasional de Sangue (BNS) hala’o atividade doasaun ran hanesan jestu solidaridade ba malu.

Prezidente Alumni Parlamentu Foinsa’e Timor –Leste (APFTL), Zaulino da Silva hateten atividade doasaun ran ne’e hala’o hodi selebra loron mundial joventude ne’ebe monu iha dia 19 fulan Agostu.

Nia dehan, asaun ida ne’e reprezenta sentimentu domin ne’ebe joven sira iha ba maluk Timor oan sira ne’ebe presiza tulun.

“Oferese voluntariamente ran ba ita nia maluk Timor oan sira ne’ebe moras baixa hela iha ospital nasional ne’ebe presiza ita nia tulun, liu –liu inan sira,” nia hateten iha edifisio Sekretario Estado Joventude e Desportu, Lecidere, Dili.

Nia espera, ho kontribuisaun ida ne’e bele ajuda ona ospital nasional liu –liu banku nasional de sangue hodi responde ba iha nesesidade sira, tanba ran tenke mai husi ema ida, la fa’an iha loja.

Prizoneru 12 Servisu Halo Postu Tranjitu PNTL

DILI - Iha koperasaun memorandu husi prijaun no Ministeriu Justisa no Sekretariu Estadu par Politika Formasaun I Empregu (SEPFOPE), halo koperasaun ho prijoneru atu halo servisu produtivu iha liur.

Agora 12 pessoas servisu hela iha Gleno, halo postu tranjitu ba PNTL sira lao hela, no progresu projetu nee, tuir informasaun nee iha ona 85%. Nee ita nia prijoneru sira mak servisu, no hetan autorizasaun husi Tribunal Distrital Dili,” hateten Diretor Nasional Servisus Prijonais E De Reinsercao Social Helder Cosme Marcal Belo, ba Jornalista sira iha nia knar fatin Kaikoli Kuarta, (17/08/2017).

Nia salienta tan, prijoneru sira neebe halo servisu, sai husi prijaun ba halo servisu no sira tama fila fali. Nee sai hanesan istoria ida ba prijaun, importante prijoneru sira mos halo asaun konkretu, halo ona postu tranjitu PNTL nian.

Nunee prijoneru nain hira, neebe hetan lisensa atu halo projetu nee, sira neebe mai ho atetude neebe diak, no prense ona 1 terso. Nee sai mos hanesan preparasaun ida, atu ba iha reintegrasaun sosial, no sira mos kontribui ba dezenvolvimentu nasional hodi ajuda hadia fatin ba PNTL halao servisu ho diak.

Iha fatin seluk, finalista UNTL Vicente Magno hateten, prijaun laos hanesan fatin atu kastigu ema, maibe atu transforma ema sai ema neebe diak liu tan. 

Terezinha De Deus | Suara Timor Lorosae | Foto iha Jornal Independente

MCIA Tenke Kontrola Negosiante Ambulante

DILI – Reprezentante povu iha uma fukun Parlamentu Nasional (PN) husu ba Governu, liu-liu Ministeriu Comersiu Industria e Ambiente (MCIA), atu kontrola negosiante sira neebe sei kontinua halo atividade iha dalan ibun.

Tuir Deputadu Domingos de Carvalho katak, governu dehan atu muda sai hotu negosiante sira nebe maka seo halo atividade negosio iha dalan ibun sira nee, maibe realidade ema sei kontinua nakonu iha dalan ibun, tanba implementasaun planu nee rasik la lao diak iha baze.

“MCIA dehan halo ona esforsu atu muda sai hotu negosiante sira sei namkari iha dalan ibun sira nee, maibe ita hare realidade sei akontese hela iha tempu loraik nee rame los iha estrada ibun halo transporte sira lao ba mai mos atu ladiak hotu, tan nee husu MCIA atu hare,” dehan Deputada nee ba STL (18/08/2017) iha nia knar fatin PN.

Nia mos informa liu tan katak, governu tenke tau negosiante sira nee iha fatin ida, atu nunee sira labele okupa tan dalan protukolu hodi halo negosiu, maibe hare ba esforsu governu nian nee hanesan pemanasan deit no ikus mai nonok tiha fali, no negosiante sira okupa fila fali dalan refere hodi halo negosio.

Iha fatin hanesan Deputadu Paulino Monteiro hatutan, negosiante sira maka lakohi atu ba iha fatin neebe governu kria hela tiha ona, tanba sira nia hakarak atu halo negosiu naklekar iha dalan ibun sira nee atu nunee komprador sira bele sosa sira nia sasan. 

Madalena Horta | Suara Timor Lorosae

Governu Lansa Rezultadu Sondajen


DILI, (TATOLI) – Xefe Sestu Governu Konstitusionál, Rui Maria de Araújo akompañadu ho Prezidente Komisaun Funsaun Públika (KFP), Faustino Cardoso Gomes lansa rezultadu sondajen: “Persesaun Públiku ba Funsaun Públika iha Timor-Leste”.

Primeiru-ministru, Rui Maria de Araújo iha nia intervensaun hateten, importánsia husi rezultadu sondajen ida ne’e ba dirijente administrasaun públika sira nian kona-ba saida de’it. La’ós satisfeitu ka la satisfeitu ho rezultadu ne’e.

Iha implikasaun boot rua, oinsa refleta fila fali polítika ne’ebé mak define ona no refleta fila fali ba prosesu implementasaun polítika.

“Ho baze ba méritu, kualidade husi servisu ida ne’e, importante ba Komisaun Funsaun Públika atu serbisu hamutuk ho ministériu sira hotu ho setór sira ne’ebé envolvidu direta liu ba prestaun servisu ba públiku”, hateten primeiru-ministru iha MNEK (Ministériu Negósiu Estranjeiru no Kooperasaun), Praia dos Coqueiros, ohin.

Réjime Kontributivu, KFP Hahú Simu Pedidu Reforma

DILI, (TATOLI) – Prezidente Komisaun Funsaun Públika (KFP), Faustino Cardoso informa katak atu tama ona ba implementasaun réjime kontributivu ezije funsionáriu sira ho tinan 60 hatama ona sira-nia rekerimentu hodi hetan reforma.

“Ikus ne’e, Komisaun Funsaun Públika mós simu pedidu barak ba reforma nian”, Prezidente, Faustino Cardoso relata ba jornalista sira iha MNEK (Ministériu Negósiu Estranjeiru no Kooperasaun), Praia dos Coqueiros, ohin.

Tanba funsionáriu ne’ebé mak durante ne’e goza rézime tranzitóriu, konsidera katak sente seguru. “Tanba ida ne’e sira ne’ebé uluk sei setengah-setengah agora ne’e avansa momós de’it husu sira-nia pedidu atu goza sira-nia reforma”, haktuir.

Nia relata tan katak agora, nia parte simu pedidu barak kona-ba reformasaun nian no sei prosesa hela.

“Ha’u la hatene númeru ezata mak hatama pedidu maibé uma vez sira ne’ebé hatama ona ne’e komisaun prosesa hamutuk ho ministériu solidariedade sosiál”, prezidente KFP ne’e akresenta.

Jornalista: Rafy Belo | Editora: Rita Almeida

Foto: Prezidenti KFP, Faustino Cardoso.

Governu Presiza Revé Planu 2020 Forsa Armada

DILI: Governu foun mai presiza toma atensaun ba revizaun planu estratéjiku 2020 Forsa Armada, ne'ebé sai hanesan ona mata dalan ba dezenvolvimentu FALINTIL-Forsa Defeza Timor-Leste (F-FDTL).

Eis-Sekretáriu Estadu Defeza, Júlio Tomás Pinto hateten, revizaun ne’e presiza halo hodi bele halo atualizasaun bazeia ba situasaun rai laran.

“Uluk ita dehan forsa nia kuantidade ne’e to’o hira? Depois haree fali realidade ne’e oinsá, tenke haree mós partisipasaun polítika internasionál ba F-FDTL nia ne’e oinsá”, dehan nia, iha Parlamentu Nasionál, horisehik.

Tuir nia, antes ne’e mós rekomendasaun ne'ebé halo husi Sekretaria Estadu Fortalesimentu Institusionál (SEFI) halo diagnostika fó rekomendasaun katak ministériu balun to’o agora seidauk iha planu estratéjiku ministeriál nian para atu operasionaliza planu estratéjiku ministeriál ne’e.

Membru Governu Foun Presiza Teste Psikolojia

DILI: Sidadaun hotu-hotu ne’ebé atu selesiona ba prienxe kargu membru governu presiza liu husi teste psikolojia, nune’e bainhira kaer ukun bele hatene foti desizaun hodi la implika ba dezenvolvimentu iha futuru.

Polítika ne’e presiza tebes atu halo hodi bele identifika ne’ebé kompetente no iha duni kapasidade hodi kaer ukun.

“Tenke halo teste ba ema nia psikolojia. Ita lakohi ema ne’e ba iha ne'ebá ko'alia runguranga, la komprende buat barak, ikus mai implikasaun fali ba ita nia dezenvolvimentu”, Observadór Polítiku, Francisco Mausoro, iha Dili, horisehik.

Governasaun mai ne’e, ninia baze mak kumpre buat ne'ebé loos no tenke brani halo. Labele hili ema maibe la konsege halo no ezekuta programa ne’ebé nia rasik halo.

Governo de Hong Kong defende sentença de prisão efetiva para líderes estudantis de 'Occupy'

Hong Kong, China, 19 ago (Lusa) -- O Governo de Hong Kong defendeu hoje a decisão de prender três dos principais líderes estudantis dos protestos em 2014 pelo sufrágio universal, enquanto um grupo de ativistas estrangeiros emitiu uma declaração conjunta a pedir a sua libertação.

O secretário-chefe, Matthew Cheung Kin-chung, defendeu a decisão e garantiu que não impede a comunicação do Governo com os jovens, escreve o jornal South China Morning Post (SCMP).

O 'número dois' do Executivo de Carrie Lam disse que as decisões do tribunal e o trabalho do Governo com os jovens são "duas questões separadas" e criticou os órgãos de comunicação estrangeiros por uma cobertura "tendenciosa" sobre o tema.

Na quinta-feira, os três jovens ativistas Joshua Wong (20 anos), Alex Chow (27 anos) e Nathan Law (24 anos) foram condenados respetivamente a seis, sete e oito meses de prisão, uma sentença agravada após recurso do Departamento de Justiça de Hong Kong da decisão judicial de há um ano.

TERRORISMO | Governo de Timor-Leste apresenta condolências às famílias das vítimas

Díli, 19 ago (Lusa) -- O Governo de Timor-Leste enviou hoje uma "mensagem de solidariedade ao Governo e ao povo de Espanha" depois dos ataques na Catalunha, que fizeram 14 mortos e 135 feridos, apresentando condolências às famílias e amigos das vítimas.

Numa mensagem publicada na página do Governo timorense, o ministro de Estado e da Presidência do Conselho de Ministros adiantou que o executivo "envia uma mensagem de solidariedade ao Governo e ao povo de Espanha" e "apresenta as suas condolências às famílias e amigos daqueles cujas vidas foram tão injustamente afetadas".

O Governo de Timor-Leste enviou também "uma mensagem ao Rei de Espanha, Filipe VI, e ao Presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, manifestando profunda comunhão com o sentimento de horror e pesar pelo terrível acontecimento".

"Os nossos corações estão com a população de Espanha e com todas as de outras nacionalidades que foram vítimas destes terríveis ataques", afirmou o primeiro-ministro, Rui Maria de Araújo, citado pelo comunicado.

sábado, 19 de agosto de 2017

PARTICIPAÇÃO DAS CRIANÇAS NA LUTA PELA INDEPENDÊNCIA DE TIMOR-LESTE

Parabéns aos bravos da FALINTIL e a todas as crianças que contribuíram para proteger a vida da FALINTIL

Aquelina Pereira *

Em 20 de agosto, é a comemoração do dia da FALINTIL, este breve artigo reflete a participação ativa das crianças na luta pela independência de Timor-Leste. O envolvimento das crianças na frente de resistência teve um enorme contributo que não devemos esquecer como pessoas e nação. Portanto, neste dia histórico, felicitamos a FALINTIL e recomendamos aos timorenses que ajam como um todo e saúdem também os combatentes-crianças.

A partir de 1975, um número incontável de timorenses visava a independência, onde praticamente todos, desde crianças até adultos, se levantam contra a invasão do exército indonésio. Durante a ocupação, o povo timorense viveu totalmente na escuridão. De uma pequena porção de timorenses que foram educados, alguns foram infelizmente utilizados pelos invasores para dividir as pessoas e governar. No entanto, através da convergência política, os nacionalistas timorenses unificaram suas forças para resistir à invasão.

Pessoalmente, gostaria de compartilhar uma história sobre o envolvimento das crianças durante a nossa longa luta pela independência. Em um momento tão difícil, muitas crianças proporcionaram contribuição crucial e até mesmo ofereceram as suas próprias vidas pela liberdade do país. Inúmeras crianças foram mortas no mato ou em áreas urbanas, ao mesmo tempo que contribuíam com tarefas críticas em apoio de FALINTIL. Muitos deles também desapareceram e, até agora, o paradeiro é desconcertantemente desconhecido. A extensão da prática dessas obras aconteceu com séria dificuldade, pois exigiam bravura, sofrimento e morte. Quando ouvimos falar de destinos infelizes de nossos amigos que acabaram nas mãos de nossos inimigos e foram brutalmente torturados e mortos, ficamos muito aterrorizados. No entanto, isso não diminuiu a nossa coragem e vontade de continuar o nosso serviço como parte integrante da resistência timorense contra a ocupação ilegal de Timor-Leste pela Indonésia.

Portuguesas | Avó e neta foram assassinadas no ataque terrorista em Barcelona

Jovem de 20 anos é a segunda vítima portuguesa confirmada em Barcelona

Estava no local do ataque com a avó, de 74 anos, cuja morte já tinha sido confirmada. Marcelo condena atentado "ignóbil". Autoridades procuram novo suspeito.

O primeiro-ministro português, António Costa, confirmou na manhã deste sábado a morte de uma portuguesa de 20 anos no atentado de quinta-feira em Barcelona. A vítima estava dada como desaparecida; a sua avó, de 74 anos, morreu também no atentado, que matou 14 pessoas e fez 130 feridos.

Avó e neta tinham acabado de chegar a Barcelona para umas férias, na quinta-feira, e tinham decidido dar um passeio nas Ramblas, uma das avenidas mais populares entre turistas e locais.

"Chegaram, instalaram-se contactaram com a família e foram dar um pequeno passeio. E foram colhidas neste incidente trágico", disse em Barcelona o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, citado pela Lusa. 

Em Lisboa, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu a notícia da morte de uma segunda cidadã portuguesa com "profundo pesar".

Partisipasaun labarik sira ni’an, iha luta ba Timor-Leste nia ukun rasik an

Parabéns ba Aswain FALINTIL no parabéns ba labarik hotu ne’ebé fó ona nia kontribuisaun ba asegura FALINTIL sira nia servisu no vida.

Husi Aquelina Pereira*

Ohin ita komemora 20 de Agostu, loron ba FALINTIL nian, artigu badak ida ne’e nudár reflesaun ida kona-ba labarik sira nia envolvimentu iha luta ba ukun rasik an Timor-Leste ni’an. Ba faktu istóriku ida ne’e, laiha kbiit moral ba ita nudár Povu no nasaun atu haluha. Nune’e ita kongratula FALINTIL sira nia susesu, ita mós kongratula povu tomak liu-liu labarik sira nia servisu.   

Hahú husi tinan 1975, Timor oan hakarak liberdade no ukun rasik an, tanba ne’e povu tomak husi ki’ik too ema boot, hotu-hotu hamriik hodi kontra kolonializmu no invazór militár Indonézia. Durante periodu okupasaun rai seluk nian, Povu Timor-Leste totálmente hela iha nakukun laran, husi uitoan Timor oan ne’ebé hetan edukasaun, ema sira ne’e balun okupante sira uza hodi fahe povu no bele domina. Ikus mai, liu husi politika konvergensia nasionalista Timor oan sira konsiente no hamutuk luta hasoru tirania militarismu ba liberdade no ukun rasik an.

Husi funu naruk momentu ne’ebá, ha’u hakarak konta historia uitoan kona-ba envolvimentu labarik sira iha periodu ida ne’ebá, Labarik barak mak fó nia vida no nia kontribuisaun boot ba ukun-rasik-an, barak mate iha funu laran hanesan mate iha ai-laran nomos iha villa laran, balun lakon to’o ohin loron seidauk hetan. Servisu hirak ne’e la’ós fasil tanba hodi ita nia barani, terus no mate. Bainhira, ami rona katak ami nia maluk sira inimigu kaer no oho, ami dala ruma nervu no ta’uk nuudar ema  maibé la hatún ami nia korajen no prontidaun hodi kontinua servisu nudár parte integrante ba rezisténsia kontra okupasaun ilegál Indonézia nian.

F-FDTL Presiza Hametin Nafatin Prinsipiu

DILI — Sosiedade sivil husi HAK hatoo sira nia parabens ba Falintil nia esforsu no ejiste iha tempu naruk tinan 24. Maibe agora husu nafatin ba Falintil Forsa Defesa Timor Leste (F-FDTL) atu hametin nafatin prinsipiu estabilidade ba povu.

Lia fuan hirak nee hatoo husi Diretor Ezekutivu HAK Manuel Monteiro Fernandes ba STL iha Farol Dili Sesta, (18/8/2017). Tuir Manuel Monteiro nia hare konaba didikasaun espiritu nasionalizmu hodi kontinua fo mahun ba povu ida nee maka sai nudar objetivu ba sira atu liberta nasaun durante tinan naruk nia laran.

Tenki defini fila fali sira nia forma ida hodi kontinua fo mahun ba povu tuir mandatu konstituisaun da republika hodi asegura seguransa sterna. Hodi asegura sidadaun sira hodi sidadaun sira hetan seguru. Ami ho Hak nia naran hato parabens ba esforsu Falintil nian no husu nafatin ba sira atu luta nafatin ba estabilidade nasional,”nia dehan.

Agora tama ba iha faje libertasaun povu nian maka forsa defeza presija define filafali sira nia forma ida hodi kontinua fo mahun ba povu hodi fo mahun nafatin ba povu Timor Leste tuir buat nebe konsagra ona iha ukun fuan konstituisaun.

Adjuntu Diretor Ezekutivu Komite 12 de Novembru Rogerio Castro da Cruz komite nia naran hato parabens ba loron falintil nian ba loron 42 anos signifika katak sira sempre fo korajen nafatin no fo kontribuisaun ba forsa neebe maka halo nia aniversariu.  

Justinho Manuel | Suara Timor Lorosae

CHILDREN’S PARTICIPATION IN THE STRUGGLE FOR TIMORESE INDEPENDENCE

Congratulations to the brave FALINTIL and to all children who contributed to protect FALINTIL’s life.

Husi Aquelina Pereira*

Today, 20th of August, in commemoration of FALINTIL day, this brief article reflects children’s active participation in the struggle for the independence of Timor-Leste.  The involvement of children in the resistance front made an enormous contribution that we shall not forget as people and a nation. Therefore, in this historical day, we congratulate FALINTIL and commend Timorese as a whole particularly the child-combatants.

From 1975 countless number of Timorese aimed for independence where virtually everyone ranging from children to adults rose up against invasion of Indonesian army. During the occupation, Timorese people totally lived in darkness. From a small portion of Timorese who were educated, some were unfortunately utilized by the invaders to divide the people and rule. However, through political convergence, Timorese nationalists unified their strength in order to resist the invasion.

I personally would like to share a story about children’s involvement during our long struggle for independence. In such a tough moment, many children provided crucial contribution and even offered their own lives for the freedom of the country. Countless numbers of children were killed either in the bush or in urban areas whilst providing critical tasks in support of FALINTIL. A lot of them also disappeared and until now the whereabouts are lamentably unknown. The extent of such works came with serious difficulty as they required braveness, suffering and death. When we heard of unfortunate fates of our friends who ended up at the hands of our enemies and were brutally tortured and killed, we were greatly terrified. Nevertheless, that did not diminish our courage and willingness to continue our service as an integral part of the Timorese resistance against the illegal occupation of Indonesia.